Psycho Pass

psycho-pass

Tem spoilers ok

Em um mundo onde o princípio de que “todos são inocentes até que se prove o contrário” não se aplica, o julgamento é dado por um sistema que analisa o estado mental das pessoas e as categoriza como potenciais criminosos ou não, intitulado de “Sybil”. É dada também uma probabilidade de “cura” (terapia), de recuperação mental desses indivíduos.

Caso essas pessoas sejam classificadas como irrecuperáveis, sua sentença pode ser a prisão ou a morte, mesmo que não tenham cometido crime nenhum. Como auxílio em suas investigações, a polícia usa um grupo de prisioneiros “especiais”, chamados Executores, para ajudá-los a capturar ou matar esses indivíduos “não mais necessários”. Para tal, utilizam uma arma especial, chamado de Dominators, ou “Os olhos da Sibila”.

Parece ser um mundo perfeito, imagine só crimes sendo detidos antes mesmo de acontecerem, mas na verdade isso não passa de uma falsa utopia, Akane nossa protagonista chega pra questionar ate que ponto esse sistema é valido.

O anime nos faz refletir sobre varias questões como por exemplo nossa dependência das maquinas, afinal estamos tão acostumados com toda essa tecnologia ao nosso redor facilitando a nossa vida, que as vezes deixamos de prestar atenção ao nosso redor, e como simplesmente somos meio que controlados pela sociedade.

Mas quem rouba a cena é nosso “vilão” makishima que de inicio aparenta ser apenas alguém excêntrico, mas no decorrer da serie vamos entendendo seus motivos, sendo alguém que quer mostrar ao mundo o que ele julga a verdadeira liberdade, assim tentando destruir o sistema.

No fim a primeira temporada termina com um gosto amargo na boca, pois fica a mensagem pessoas vem e vão mas o sistema continua.psycho-pass-2-logo

Há quem considere a segunda temporada de psycho pass desnecessária, eu não vejo dessa forma , não nego que de fato ela foi inferior a primeira devido ao fato de Gen Urobochi não estar presente, mas mesmo assim essa temporada toda em vários temas interessante.

O paradoxo da onipotência “Pode um ser onipotente criar uma pedra que nem mesmo ele possa levantar?” ou seja se ele não poder criar a pedra ele não é onipotente e se ele puder levantala ele tambem não é onipotente. E isso se aplica ao sistema Sybil,  o sistema julga a todos sem discriminação, mas o sistema não pode julgar a si mesmo.

Sabendo desse fato entra em cena nosso antagonista Kirito Kamui, que se aproveita dessa “brecha” no sistema para provar que o sistema  Sybil é falho.Pelo fato de kamui ser um amontoado de partes de corpos de pessoas diferentes o sistema não o reconhece como “pessoa” forçando o sistema a evoluir mesmo que contra sua vontade.

news_20150604213651

o filme veio pra fechar a historia do kogami e sua relação com a akame, pela primeira vez é mostrado um cenário fora do japão no caso um pais ficticio que esta passando por uma guerra civil, o qual o líder da resistência é o pro pio kougami, sabendo disso akame se aproveita do fato do governo daquele pais estar implementando o sistema sibyl em sua sociedade e vai la como representante do japão.

Então comentem o que acharam , e estou aceitando sugestões de mudanças no site, um novo formato de post ou afins, fiquem a vontade pra deixar suas ideias nos comentários.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s